Cartas

Para o ano que vai chegar!

É normal nesta época do ano, renovarmos os móveis, pintar a casa, fazermos uma reforma, uma obra para a chegada do fim de ano. Será que temos essa mesma vontade de renovar os nossos laços, objetivos, sonhos, pintar os nossos dias? Reparar algo, um mal entendido, uma conserva que ficou para depois por falta de coragem... Continue lendo →

Anúncios

Me curei de Você

Finalmente eu te vi e não doeu, não deu tristeza. Durante anos foi assim mas hoje eu me curei. Que sensação boa, eu estou muito feliz .Uma paixão que se tornou quase uma doença. Noites de febre, falta de apetite, uma dor que parecia  não cabia dentro de mim. Quantas lágrimas,quantas vezes eu olhei para... Continue lendo →

Adeus!

Não sou mais seu brinquedo. Agora entendi todo esse seu jogo de morde e assopra. Sim, eu compreendi que nunca deveria ter dado a porcaria do meu número para você. Mas, não importa mais. Ninguém quer saber das lágrimas de um palhaço. Não precisa me ligar às 2h30 da manhã, só para explicar fatos inusitados... Continue lendo →

Menos blá-blá-blá

Não nasci para ser step de ninguém. Isso mesmo, cansei de mandar mensagens e me deixarem no vácuo. O silêncio e o medo nos causam algo angustiante dentro de nós. Não gosto desses tipos de joguinhos do amor, onde sempre sou o bobo e tolo em uma relação. Ficar a mercê do outro não é... Continue lendo →

Todo esse vazio foi preenchido

Todas as lágrimas, já foram enxugadas. Toda dor e sofrimento, já foi sarado. Todo esse vazio foi preenchido com o meu amor próprio. Isso mesmo, eu percebi que nada melhor que a minha companhia. Sou feliz sem você. Eu notei algum tempo. Mas, só agora pude perceber o quão grato e orgulho de mim mesmo... Continue lendo →

Nossas pegadas

A vida é feita de percursos e desafios. Às vezes, o caminho pode ser árduo e doloroso, mas tudo é aprendizado. As nossas pegadas são formas de mostrar que somos capazes os tropeços de alguma forma nos fortifica. Apesar das lágrimas e também das dores, podemos dizer que conseguimos. Das noites mal dormidas, dos copos... Continue lendo →

Sabores do tempo

Não quero um relacionamento onde só tem uma via. Sofro com as consequências de ser intenso. Tenho pavor de mentiras. Acho que já me fizeram de trouxa. Mas, já estou calejando aos poucos. Sai do meu próprio medo de ser feliz. Acreditei em pessoas que não me abasteciam de meras superficialidade. Chorei. Me magoei. Cai.... Continue lendo →

Depois do adeus…

O coração aperta. A falta nos causa danos. Tentamos sair dessa. Mas, ainda é muito difícil de lidar com partidas. Estou falando em todos os sentidos. Há um espaço vazio que a gente chama de saudade. Nas avenidas das partidas e dos desencontros nos frustram lentamente. Não somos acostumados a sentir esse espaço em branco.... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑